Skip to content

Osklen + trabalhos + senai BH + desfile de moda sustentável + tributação ecológica

18 de September de 2010

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=745

Ahhhh!!! Delícia!!! Acabei de voltar da corrida, com meu melhor desempenho!!! 😀
Bem, vamos às boas notícias!!!

Osklen

Osklen, primavera de 2008

Recebi hoje quatro DVDs da Osklenempresa tema da minha monografia de moda ética – que foram enviados pelo super prestativo e gentil sr. Vladimir Sybilla Pires, que trabalha lá há dez anos. Se a Osklen é essa empresa incrível que conhecemos, tem o mérito de pessoas como esse cara. Sou muito grata, mesmo! Espero que numa oportunidade no Rio de Janeiro, eu possa agradecê-lo pessoalmente. 

Trabalho voluntário – Ecobags

Ecobag Osklen

Rááá!!!😛 Me chamaram novamente pra dar a oficina de ecobags em Nova Lima/MG! Eu queria muito fazer isso, de graça, de coração. São coisas assim que dão sentido na vida da gente, poder contribuir pra economia solidária, capacitar as pessoas, passar meu conhecimento adiante. Vai ser legal! Estou com muitas ideias! Um passarinho me contou que essas ecobags desenvolvidas talvez sejam comercializadas no supermercado Verdemar… Vou fazer o possível pra que as artesãs e equipe tenham essa oportunidade.

Há duas semanas, fiz um outro trabalho voluntário – o mais diferente da minha vida. Desenhei 18 rostos, chamados de “faces frias” (sem olho, nariz e boca), pra um projeto do Instituto Médico Legal de BH, pra ajudá-los a identificar pessoas desaparecidas e desconhecidas. Eles precisavam do trem de última hora, e não podiam pagar – nos próximos, poderão (tomara, risos!). O pessoal gostou bastante dos desenhos, e isso me deu muita satisfação. Aprendi muita coisa “da vida” com a Vanessa (quem me instruiu), vendo as ossadas, um cadáver, ouvindo as histórias sobre morte e sofrimento. Até então, eu só havia brincado com crianças da creche (quando participava de uma ONG do Rotary, o Interact) e ensinado pintura para as vovós de um asilo, a Casa das Vovós (esse foi por minha conta, por passar em frente ao asilo todo dia, indo pra aula). Bem, ganhar dinheiro é bom (quem não gosta? ehehe), mas há outras remunerações com mais valor… 😉

Trabalho remunerado – Pesquisa

Nova Lima / MG

Hoje teve reunião do trabalho (é a pesquisa científica que paga minhas contas, risos!) com a minha nova orientadora, uma historiadora! Vamos compreender a história de Nova Lima para embasar o desenvolvimento de produtos relacionados aos conceitos de comunidades criativas e valorização do território local.

Senai BH

Um dos termos de busca mais procurados neste blog é o Senai de Belo Horizonte. Bom, galera, eu posso passar o seguinte contato da Ana, pessoa querida que trabalha no Senai Modatec:

Ana Lúcia Reis | depto Comercial | Centro de Desenvolvimento Tecnológico para Vestuário – Modatec – Belo Horizonte
SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Sistema FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais
Tel: 31 3482 5576 – Fax: 3482 5612
analucia@fiemg.com.br | www.fiemg.com.br

Se quiserem saber de cursos e notícias de lá, me mandem um e-mail, lucianjung@gmail.com, que eu encaminho todo o material que eles me enviam semanalmente.

Desfile de moda sustentável da Invoga (post jabá, risos!)

Invoga, empresa incubada na Escola de Design UEMG

A sustentabilidade, assim como na cadeia produtiva da música,  é pauta recorrente no mundo da moda em todos os aspectos – ecológico, econômico e cultural. É por esse fio condutor que o Festival Transborda promove também, no dia 19 de setembro às 18h40 na Praça da Estação, o Desfile de Moda Sustentável. Para saber mais, acesse o blog inVoga.

Tributação ecológica

Deixei o mais importante por último. Hoje na aula de Teoria do Design, estávamos discutindo sobre sustentabilidade e tal, esse papo chato que eu gosto, risos!

Bem, vamos ao problema: produtos ecologicamente corretos são mais caros que os não-ecológicos, por uma série de razões econômicas (oferta e demanda) e ecológicas (disponibilidade e processamento de matéria-prima). Como poderíamos, então, tornar os produtos eco mais competitivos?

Uma solução seria tributar os “custos ecológicos” nos produtos. Se o governo cobra um “eco-imposto” do empresário, isto é, um tributo sobre o impacto ambiental (outputs) da produção (ex.: quanto menor os outputs da empresa, menor seria a tributação da mesma), certamente incentivará o desenvolvimento de produtos sustentáveis e, por conseguinte, estimulará um comportamento mais ético tanto do empresariado quanto do consumidor.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: