Skip to content

Kylha: parece, mas não é

4 de December de 2010

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=908

This slideshow requires JavaScript.

Não conhecia, vi um colega vestindo uma t-shirt que eu jurava ser da Osklen (e olha que acabei de terminar a monografia sobre a mesma – a etiqueta era praticamente idêntica!). Tem toda uma linguagem gráfica remetendo à natureza… Mas pelo preço (menos de 20 reais), não deve ser de matéria-prima ecologicamente correta, como algodão orgânico…

OK, devido ao grande acesso/procura pela Kylha na internet, por meio deste blog, vou acrescentar mais:

  • a camiseta é pobre em termos de desenvolvimento de produto. As estampas remetem às de coleções passadas da Osklen – uma “releitura” e algumas coisas quase explicítas, como a rosa, semelhante a da coleção “surfing the city” da Osklen, o “cocar”, referente à coleção “Amazon Guardians” (tema da minha monografia);
  • a matéria-prima é de um algodão bem leve e visivelmente não é do tipo penteado. Ou seja, vai durar pouco, esgarçar rápido;
  • não há uma identidade própria. A marca confunde-se com estéticas de outras marcas como Boundless, inserindo-se no segmento de surfwear – que tem vendido muito pros “meninos do asfalto”. Há outras marcas, como a Raiz da Terra e a Amazônia que, assim como a Kylha, seguem a onda de Osklen, Kailash, Kayland, Redley, etc. Em geral, a estética da sustentabilidade tem tido maior aceitação (=vendas) na moda masculina;
  • o brasão. Ah, essa história de brasão que pegou na moda masculina… Pertencimento, tribo, ideologia, comunidade, realeza, unidade, família… Há todo um aspecto social e real relacionado à estética da sustentabilidade direcionada para o público masculino… Pessoalmente, não gosto (cafona!), mas aprovo o conceito;
  • o preço barato diz muita coisa, entre ser competitivo no mercado e democratizar o consumo – mas não vou inferir nada;
  • o melhor de tudo é o escrito “original” nas estampas da Kylha.

O que salvou essa marca foi o colega que estava usando-a, que tem um estilo mais aprimorado que outros rapazes que vejo por aí… É o estilo pessoal que valoriza uma roupa e muitas vezes confere atributos de estima e beleza à pessoa que o tem.

_______________

Adendo 01

Este post foi escrito em 2010.

No final de 2011 e início 2012, tem chegado muitos comentários de troll a favor ou contra marca, que tem sido marcados como spam. Não sei por que este post ainda rende, esse assunto é passado já. Em mais de ano, desde que escrevi isso, a marca deve ter mudado – para melhor ou pior.

_______________

Adendo 02

Todos os 21 comentários foram moderados para a lixeira, devido o desenvolvimento da discussão para um nível considerado baixo, em que não mais se discute o assunto do post e tema do blog, ética e estética da sustentabilidade, e passa-se a discutir a moralidade de pessoas. O foco do post é o produto Kylha que, na época em que foi escrito, foram verificadas estampas extremamente semelhantes às da Osklen.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: