Skip to content

Livro Pequeno Tratado das Grandes Virtudes

2 de May de 2011

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=1749

Livro: Pequeno tratado das grandes virtudes

Autor: André Comte-Sponville

Editora: WMF Martins Fontes

Download do PDF do livro

Bem ao contrário do perfil profissional, a minha vida pessoal nunca foi “aquela maravilha”… É muito triste se ver na necessidade de um advogado para intermediar o contato com o pai e a irmã, porque das agressões físicas ao assédio moral, muito foi feito.

Talvez pelo ambiente familiar ser tão falso e hostil, a questão de um comportamento ético com as pessoas sempre me tocou. Mais que isso: um comportamento virtuoso e de sincero amor com as pessoas. Como aborda o “Pequeno tratado das grandes virtudes”, você pode ter polidez (a aparência de um comportamento ético; a estética dos sentimentos nobres expressada pela boa educação), mas se não sentir de fato aquilo que demonstra, se a essência não corresponder com a aparência, então qual o valor do que é superficial?

Por outro lado, a polidez pode ser uma forma de praticar as virtudes, que são – em ordem de necessidade da primeira para que se dê a segunda, e assim sucessivamente – a fidelidade, a prudência, a temperança, a coragem, a justiça, a generosidade, a compaixão, a misericórdia, a gratidão, a humildade, a simplicidade, a tolerância, a pureza, a doçura, a boa-fé, o humor e o amor.

Pode parecer uma abordagem cristã, mas saiba que o autor (o filósofo francês André Comte-Sponville) é ateu e materialista, o que de certa forma dá credibilidade científica ao pensamento a seguir: não adianta um comportamento moralmente bom, ético, virtuoso, se não houver o sentimento de amor nessas ações.

Bem, só porque esse espaço não é um divã particular, devo acrescentar o paralelo de que a mesma relação se dá com a moda (ou a indústria em geral): é necessária uma vontade (e não um sentimento) de legítimo “viver para o bem” (Comparato, 2006) para que a ética da sustentabilidade não seja uma mera questão de estética.

O que mais vejo são produtos com aparência ecológica e até alguns atributos sustentáveis, mas sem virem de empresas de identidade ética. São produtos eco-polidos, de empresas eco-oportunistas.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: