Skip to content

Slow science + tolueno + Coca

16 de August de 2011

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=2783

Quando eu nasci, em 1986, os conceitos de slow food (surge na Itália) e slow fashion (Inglaterra) nasciam também. Mais tarde, surgiu o slow sex (EUA) e, recentemente, a slow science (na Alemanha). All brothers.

O movimento Slow Science basicamente defende o direito de cientistas fugirem da corrida pelo grande número de publicações e priorizarem qualidade da pesquisa. É preciso ter tempo para pensar.

Slow science: manifesto de cientistas alemães ganha repercussão no Brasil.

Eu defendo, mas em termos. No caso da moda, carente de publicações científicas de peso, não se pode levantar a bandeira da slow science. Enquanto a moda “mercado/consumo/indústria” é rápida e expansiva, a moda “ciência/estudo/conhecimento” vai de marcha lenta. Contudo, houve uma melhora desde 2002.

Hoje é um dia que vou à Química na UFMG (aliás, me matriculei em um curso hardcore e empolgante de química quântica), e lá nós dependemos de muitas experiências (que levam tempo) e dos testes em laboratórios especializados (que levam mais tempo, porque também dependem da boa vontade operacional alheia). Depois, mais tempo para interpretar e avaliar os dados. E aí sim escrever os papers.

Uma nova proposta para a ciência.

Fiquei dois anos pesquisando, na iniciação científica, um material à base de pó de osso bovino para substituir o coral na joalheria – projeto meu que devo retomar.

Vou voltar a tentar fazer coral com pó de osso, para a joalheria. A molécula da hidroxiapatita (um pó branco que parece outra coisa) tá no osso, no dente, no coral. A ciência não pode ser slow quando se trata de preservar a vida.

Hoje, desenvolvo um material à base de resíduos têxteis. É das coisas mais prazerosas da minha vida – até porque tem muito tolueno… brincadeira!! Mas para quem não sabe, o tolueno (metil benzeno) caracteriza a cola de sapateiro.

O tolueno faz o mesmo caminho que a cocaína no cérebro, mas causa torpor, cansaço e até perda de consciência.

Já estive em algumas fábricas de calçado e o que se pode observar são os trabalhadores na etapa da colagem não usando a máscara para evitar respirar os gases entorpecentes. Há qutro anos, cheguei a entrevistar alguns trabalhadores, e eles admitiram preferir respirar sem o equipamento de proteção (o motivo nem era querer ficar entorpecido, mas é que é incômodo respirar com uma máscara oito horas por dia).

Em contrapartida, empresas produtoras de cola iniciaram – há mais de 15 anos – a produzir a cola de sapateiro sem o tolueno. A solução é o empresário calçadista somente adquirir colas (a gente também chama de adesivos) à base de água e sem tolueno; daí os trabalhadores não ficam literalmente viciados em trabalho.

Não usar máscara de proteção ao colar o calçado só pode se a cola não tiver tolueno. Para não viciar no trabalho e mortificar o corpo.

Aliás, já que falamos em drogas e química, fiquei sabendo no laboratório que a cocaína está vindo para o nosso país em forma líquida, com cor de refrigerante de cola e envasada em frascos de Coca-cola. Ao chegar aqui, ela é transformada em pó por químicos muito estudados…

Voltando a falar de moda, outra droga que vem com a marca da Coca-cola (além da própria bebida) é a marca de roupas Coca-cola Clothing.

Coca-cola Clothing: contando lorota de moda ecológica na tag.

Há uns dois anos, minha irmã comprou uma blusa da marca que vinha com a tag “Seja uma eco-chic lady girl“, sendo que a roupa era de algodão normal (uma das fibras têxteis que mais consomem água no mundo e cujas pesticidas matam milhares de trabalhadores anualmente que inalam esses venenos), isto é, não era orgânico. E ainda tinha tingimento cheio de pigmento inorgânico e estampa infantilóide que logo saiu de moda. Uma droga de moda.

E chega desse papo entorpecente, que vou lá pra Engenharia de Produção, estudar um bocado de processos de manufatura avançada.

E ah, realmente, pra quem duvidou, to cadastrada como Srta. LSD. Logo a pessoa mais careta e moralista da paróquia. C’est la vie…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: