Skip to content

Buon viaggio, Ravi! =)

12 de September de 2011

 

Ninguém me ensinou mais de moda que meu amigo (e ex-namorado de 4,5 anos) Ravi Bellardi. E tanto me apoiou em tudo, inclusive essa trajetória minha pela moda que tanto nos custou (reconheço).

Metrossexual, inegavelmente. Levava muito tempo para se arrumar. A nécessaire era quatro vezes maior que a minha. Sempre que viajávamos, algum taxista confundia sua mala (enorme e abarrotada de roupas) com a minha (espartana, reduzida e masculina). Torrava uma grana em objetos pouco usuais, como cartola e sapato bicolor de dança (puramente estilo; não dançava nada). Mandava fazer suspensório de couro com rebites próprios em loja de selaria, na época em que suspensório não era moda. Usava os velhos sapatos do avô falecido. Me matava de vergonha quando usava um sapato de pelúcia de vaca (aos poucos, eu entreguei pra Deus, risos). Usava um perfume Kenzo que eu insistia que era de mulher (e agora, to vendo aqui na internet, era mesmo, rsrs).

 

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=2980

 

A única foto nossa que não deletei quando terminei (risos), porque era o único registro dessa obra de arte no Inhotim. =P

Ok, mas apesar do perfume de mulher, um grande Homem, um grande ser humano, que ensinou muito além de senso estético para moda. Virtuoso.

De todas as virtudes, a que mais mencionava, era a compaixão. Entender o outro, ter compaixão pelo outro. Me ensinou a amar (e então eu sei o que é ser amada de verdade), perdoou n-vezes os meus n-vacilos (eu vacilei demais; desculpas nem tem sentido). E muito mais. Tem uma forte presença na construção da minha moral.

E talentoso (já quem filmei não era não… rs):

________________________

Eu sei, você “não tá morrendo”, “será só um final de semana em nossas vidas”, eu sei, risos. Mas ontem não deu pra eu me despedir direito. E, bem, eu queria dizer…

… boa viagem! Vai dar tudo muito certo. E eu torço muito por você. Por toda sua história, ninguém merece mais essa conquista que você. Me enche de orgulho.

muito obrigada, mil vezes obrigada. Foi maravilhoso crescer ao seu lado. Foi maravilhoso ver aquele “mulek” que andava de skate (e mal sabia escrever) se transformar em um grande homem (que inclusive ainda anda de skate, risos). Essa gratidão nem cabe no meu peito. As coisas boas foram imensamente maiores, nós sabemos.

te amo muito e sempre. Mais que um mero namorado, um grande amigo, um grande companheiro. Cúmplice, leal, dedicado, amoroso – e mais tantos predicativos. A sua presença e amizade na minha vida são fundamentais, por tantas razões. E é portanto que sua ausência (jamais minimizada por esse contato superficial de internet de que dispomos daqui em diante) é sentida, muito sentida.

Um abraço forte e caloroso que eu não consegui te dar ontem. Ciao!! =)

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: