Skip to content

Estratégias da ética da sustentabilidade + piuí abacaxi

28 de September de 2011

Responsabilidade social comunicacional na São Paulo Fashion Week em 15 anos de evento. Clique na imagem para ler.

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=3096

Vou contar uma anedota:

na última São Paulo Fashion Week que fui (acompanhada do outrora namorado Rafael), perdi  o avião das 7h mesmo tendo dormido no Fast Sleep do aeroporto de Congonhas (aliás, das piores noites da minha vida) por conta da companhia ter resolvido tomar um café (definitivamente, o mais caro de nossas vidas) fora do local de embarque mediante o atraso do voo. Pois bem, adivinhem? Enquanto ele tomava café, o avião partiu. A história poderia terminar aí, concluindo-se que o que se paga com dinheiro é barato (caro é quando custa nossa dignidade) e lamentando que se eu estivesse sozinha isso não teria acontecido (mas aí também não haveria a história a ser contada).

Aí eu, sempre descabelada. E aí o informativo sobre Responsa Social nos 15 anos de SPFW: no 2º andar, fora do fluxo de pessoas, que era só pra constar mesmo que estava ali aquele totem.

Mas já que comecei, vamos lá: no dia seguinte, íamos prestar a prova de mestrado da Engenharia de Produção da UFMG, em Belo Horizonte. E lá estávamos em São Paulo. Pois até encontrar uma companhia aérea que vendesse a passagem menos cara o mais rápido possível para BH (a Avianca, uns 300 conto) e se reorganizar, horas se passaram. O novo voo estava marcado para as 19h, e no dia seguinte, a prova. O que fazer? Eu precisava revisar a matéria (ele não, estava sempre muito tranquilo) e havia levado meus resumos de estudo para estudar na viagem (inclusive estudei na SPFW). Bem, sentamos em uma lanchonete/restaurante e, fazer o que?, pedi um baldinho cheio de Heineken pra dar uma desestressada e assim, mais relaxada e ligeiramente ébria, estudei algumaS horaS de Cálculo (eca!), Álgebra (ugh!) e Estatística (blargh!) até dar a hora de embarque. Fico pensando que a única coisa boa desse dia foi o baldinho de cerveja…

Contrariando toda a história, o final foi feliz: passamos na prova de mestrado, poucos meses depois o namoro terminou, mas continuamos amigos e nos tornamos colegas.

Bem, amanhã viajo de Belo Horizonte a Vitória.

Com a mãe.

De trem.

E não levo nada de engenharia para estudar.

Mas como são 13 horas de viagem, é amanhã que termino de ler A metafísica dos costumes (Kant); um outro de Três sagas islandesas (anônimo do séc XIII) e começo o tão aguardado The teachings of Don Juan – a yaqui way of knowledge (Carlos Castaneda).

Aqui em BH, falar “trem” é o equivalente a dizer “coisa”. Eu diria que a minha última viagem a SP foi um “trem errado”.

E a moral da história é: quando algo dá muito errado, devemos mudar de estratégia.

É justamente sobre estratégias da ética da sustentabilidade que eu vou falar (apresentar um trabalho meu) nesta sexta lá na Universidade Federal do Espírito Santo. Como mudar o paradigma de algo que está dando muito errado (a indústria da moda, que polui horrores, escraviza, etc, etc) para o paradigma da sustentabilidade?

No trabalho, eu analiso 13 diretrizes de sustentabilidade para a moda, as quais proponho baseando-me em alguns autores (Fletcher, Manzini, Vezzoli, Slack et al, Quelhas, Aledi e Meiriño). Tais diretrizes configuram-se como estratégias para a mudança de paradigma da moda. Futuramente vou destrinchá-las aqui no blog. Por hora, basta citar quais são:

  1. Uso de matéria-prima ecologicamente correta.
  2. Processo produtivo limpo.
  3. Prática do comércio justo.
  4. Desenvolvimento social.
  5. Relacionamento honesto e seguro com fornecedores, funcionários e consumidores.
  6. Transparência.
  7. Respeito à propriedade intelectual.
  8. Desenvolvimento de comunidades locais.
  9. Valorização da identidade cultural local.
  10. Serviços que aumentam o ciclo de vida e ciclo de uso do produto.
  11. Produtos de extrema qualidade.
  12. Slow fashion.
  13. Expressão das oito funções da moda para projetar um estilo de vida sustentável.
Volto semana que vem. Piuí abacaxi!😉
No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: