Skip to content

Dica do Ravi: O verde otário – uma crítica às ecobags do Pão de Açúcar, da Fnac e das Lojas Americanas

6 de March de 2012

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=3927

Tem muita ecobag lamentável…

Veja este vídeo sobre as ecobags do supermercado Pão de Açúcar.

Daí, opa! Eu já esperava por isso. A ecobag que se diz ser de “Eco PET” (ou seja, de poliéster reciclado) é de polipropileno!!!

Dei um printscreen:

De polipropileno e feita no Vietnã (com que tipo de mão-de-obra? com que impacto ambiental?), a ecobag do supermercado Pão de Açúcar é anunciada como de poliéster reciclado.

De polipropileno e feita no Vietnã (com que tipo de mão-de-obra? com que impacto ambiental?), a ecobag do supermercado Pão de Açúcar é anunciada como de poliéster reciclado.

“Mas não é só, ainda tem mais”, como diria o Polishop.

Em outubro de 2011, eu estava na Fnac do BH Shopping e uma voz microfonada anunciava “ecobags de ecopet” à venda no balcão. Nesta ocasião, eu havia justamente comprado um livro, “Gaia: alerta final”, do James Lovelock, um dos principais cientistas que investiga o aquecimento global. O livro em questão (leia mais sobre ele neste outro post), nesta livraria, custava apenas seis reais e noventa centavos. Liquidação da informação sobre sustentabilidade. Mas a ironia é fina e não pára por aí. Já no balcão, pagando o livro, notei e a tal da ecobag. Instintivamente (na real, são anos de estudo reconhecendo materiais ecológicos, não só com olhos e tato, mas com o “faro”, rs) notei algo de errado com a tal ecobag de ecopet. Eu nunca tinha visto um tecido de ecopet daquele jeito. Fui ler a etiqueta de composição: 100% polipropileno, e fabricado como tecido não tecido. Não me lembro qual o país de origem de fabricação.

Como diria o blog “Shame on you, blogueira!”, a “fia” não tá bonita com essa ecobag mentirosa da Fnac.

O mesmo tipo de picaretagem se dá com as “ecobags” das Lojas Americanas há mais de ano, ao menos em Belo Horizonte, onde eu tenho observado. Fiz questão de comprar uma (eu tenho coleção de “ecobags”) para mostrar como exemplo em aula (dou aula de Moda e Sustentabilidade na UFMG). A etiqueta diz o seguinte: fabricado na China, 100% polipropileno.

Fotografei a danada e sua etiqueta:

Minha "ecobag" das Lojas Americanas. Vive amassada no fundo do guarda-roupa.  Uso como mau exemplo para os alunos na aula de Moda e Sustentabilidade (Design de Moda, UFMG). Fotografei propositalmente ao lado dessa edição do Lipovetsky, com as sacolinhas pretas de compras, rs.

Minha “ecobag” das Lojas Americanas. Vive amassada no fundo do guarda-roupa. Uso como mau exemplo para os alunos na aula de Moda e Sustentabilidade (Design de Moda, UFMG). Fotografei propositalmente ao lado dessa edição do Lipovetsky, com as sacolinhas pretas de compras, rs.

Etiqueta de composição da "ecobag" das Lojas Americanas. 100% polipropileno e feita na China.

Etiqueta de composição da “ecobag” das Lojas Americanas. 100% polipropileno e feita na China. E não suporta bem 8kg. Já vi sacolas das Lojas Americanas rasgarem com transeuntes em BH.

Pelo menos a etiqueta de composição dessas “ecobags” diz a verdade! Já a publicidade das mesmas…

Bem, o mundo não está tão perdido assim. As empresas (ainda) não estão falsificando as etiquetas de composição dos produtos de moda que desejam que comuniquem sustentabilidade e somem valor ambiental aos mesmos e às mesmas.

4 Comments leave one →
  1. 9 de March de 2012 9:24 PM

    todos deveriam ler

  2. andressa permalink
    11 de March de 2012 10:56 PM

    Essa história de ecobag é a piror furada dos ecologistas sem conhecimento, que abraçam a causa sem pensar realmente se ela trará algum beneficio ou não.
    Primeiro que a partir do momento que tu compra uma ecobag, seja ela feita de pet ou do que for, terá de comprar sacolas plásticas para embalar o lixo de sua casa.Vamos pensar o seguinte: Os sacos pretos, grandes, até onde sei, são fabricados com uma grande quantidade de produtos danosos ao meio ambiente. Os outros sacos plásticos que tu compra, em maioria tem um tamanho muito maior do que as sacolas plásticas de supermercado,com a intenção de armazenar mais lixo e assim poupar que varias sacolas sejam usadas ao invés de uma. Mas quem vai aguentar o cheiro insuportável e nojento de lixo na sua casa até essas sacolas serem totalmente preenchidas de lixo? Outra alternativa são comprar sacolinhas exatamente iguais as distribuídas nos mercados e lojas, mas aí não haveria vantagem, seria trocar seis por meia dúzia. Então, de que adianta levar uma ecobag ao mercado para comprar sacolas pláticas? Sinceramente, não faz sentido nenhum. Gostaria muito que alguém se pronunciasse a respeito, caso tenha uma explicação razoável para o fato. Simplesmente ecobags não tem função alguma. O melhor mesmo é sermos educados e não sairmos por ai jogando lixo em lugares desapropriados. isso sim resolveria o problema.

Trackbacks

  1. Resposta Agreen « luciana duarte . moda ética
  2. Ecobag da Arzon | luciana duarte _ moda ética

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: