Skip to content

Dia do Meio Ambiente + Design

5 de June de 2012

Dia do meio ambiente.

Dia do meio ambiente.

 LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=4611

O meio ambiente costuma ser a principal inspiração para designers quando desenvolvem produtos de aspectos sustentáveis. De fato, a natureza por si só tem indiscutível riqueza de texturas, cores, formas. Se por um lado é uma fonte esgotável de recursos naturais (água, petróleo, rochas), por outro tem elementos inesgotáveis para estimular a criação de… A criação de… de… er… bem… novos objetos com mais gasto de recursos naturais??

Oh-oh!

O paradoxo do desenvolvimento de produtos voltado para a sustentabilidade tende a ser minimizado pelo paradigma da reciclagem e reaproveitamento de materiais (veja metodologia Cradle-to-cradle), que diz mais-ou-menos o seguinte:

Cara sociedade pós-revolução industrial, o mundo já tá tão cheio de produtos produzidos, que daqui em diante a gente não precisa mais extrair nada da natureza pra ser material de novos produtos.

Daqui em diante, a gente tem que usar os próprios produtos (que se tornaram obsoletos, como as roupas a cada estação) e usá-los como insumos, isto é, como materiais para a configuração de novos produtos.

Legal, não é?

“E ainda tem mais” (sempre parafraseando o Polishop): você, designer de produto ou de moda, pode usar os conhecimentos da Biomimética para projetar baseando-se nas soluções que a natureza deu aos problemas. O exemplo-mor da biomimética é o velcro, que foi desenvolvido baseando-se nos carrapichos do campo que grudavam na roupa.

Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) de um velcro.

Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) de um velcro.

Mais que isso, só o Grill do Geroge Foreman?!?!

Não!!

Ainda tem mais!!!

Você, designer, pode projetar baseando-se nas metodologias de Design para a Sustentabilidade (Design for Sustainability / D4S / DfS) e de Design para o Meio Ambiente (Design for Environment / DfE), em que a Análise do Ciclo de Vida é uma ferramenta fundamental para auxiliar a avaliar o impacto ambiental da produção de produtos.

Quer dizer: não tem desculpa para fazer mais um grill do George Foreman! Muito menos para fazer mais uma camiseta ou uma calça jeans de algodão convencional (a plantação que mais gasta agrotóxico no mundo todo, uma das mais sujas e que mais gasta água, além de intoxicar e matar 20 mil pessoas por ano).

O Meio Ambiente é que te dá os parabéns!!

———-

Em tempo, desde ontem o blog está com uma média de 900 acessos por hora (incrível mesmo, acostumei a no máximo 1200 acessos por dia) devido a um post sobre a falta de ética de Jefferson Kulig. Clique neste link para saber o que interessa milhares de pessoas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: