Skip to content

Dica do Bruno: de salto alto no pedal

19 de July de 2012

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=4917

De um lado, o modismo dos sneakers (= tênis, em português) com salto alto embutido.

Sneaker da Isabel Marant: tem um salto alto embutido. Foi coqueluche no primeiro semestre de 2012 e agora está no momento de sobre-vida, isto é, declínio no ciclo de vida do produto (nada de ACV aqui não, é o ciclo nascer, crescer/amadurecer, manter vendas estáveis e entrar em declínio).

Sneaker da Isabel Marant: tem um salto alto embutido aí. Foi coqueluche no primeiro semestre de 2012 e agora está no momento de sobre-vida, isto é, no início do declínio no ciclo de vida do produto (nada de ACV aqui não, to falando é do ciclo nascer, crescer/amadurecer, manter vendas estáveis mesmo com a concorrência e entrar em declínio).

De outro, a substituição do tradicional (e masculino) tênis com trava pro pedal da bike por um sapato de salto alto também com trava.

Sapato de salto alto específico para pedalar.

Sapato de salto alto específico para pedalar, com segurança e com estilo.

Esse é um calçado específico para pedalar. Vi o Bruno (namorado) andando com o tênis com trava pro pedal uma vez e… não dá! Pra andar, o tênis fica fazendo barulho “tec-tec-tec” do metal da trava no chão. 

Bruno (tá, tá, depois vc. me dá bronca de eu botar uma foto sua, mas eu tenho que ilustrar o post, tudo com muito profissionalismo e seriedade).

No namorado, até Havaiana arrebentada com barulho de clip no chão fica bom, fica bonito – mas isso é um caso mui particular. (Tá, tá, depois vc. me dá bronca de eu botar uma foto sua, mas eu tenho que ilustrar o post com muito profissionalismo, seriedade e isenção de demonstrações de afeto e bom humor).

Na minha opinião, essa trava tem que ser reprojetada, pra não fazer barulho ao descer da bike (e, por conseguinte, manter o mesmo calçado no caminhar, o que é indiscutivelmente mais prático). Poderia ser uma trava ou um solado encaixável, ou de material emborrachado, enfim, algo a se pensar.

Bem, o que os dois calçados tem em comum? 

Ambos valorizam a feminilidade e, de um jeito ou de outro, valorizam também o conforto. Mais que tudo: são salto seguros: o 1º, seguro pra andar; o 2º, seguro para pedalar.

Feminilidade + segurança. 

E aí, o que a gente vai ver nessa “tendença”? 

Saltos grossos (que são mais confortáveis), sandálias abotinadas, cabedais de tiras largas e presilhas e faixas no tornozelo. E sempre, sempre!, saltos altos. Nada de salto baixo ou meio termo. Ou é sapatilha/flat ou é salto alto.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: