Skip to content

Lendo sobre Moda Ética na Vogue Brasil agosto 2012

23 de August de 2012
Vogue Brasil agosto 2012

Vogue Brasil agosto 2012

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=5130

Chamaram a edição de “green issue” – mas novamente não chega aos pés da “green issue” da Vogue americana de três anos atrás.

Mas tudo bem, há ótimas matérias e destaco os seguintes bons trechos.

OBS.: As imagens estão em tamanho ENORME. Só clicar para ler as páginas.

Ilaria Fendi, deixou a moda da Fendi pela moda ética.

Ilaria Fendi, deixou a moda da Fendi pela moda ética.

"Meu sonho é que um dia não exista mais a moda ética, porque no futuro toda moda será ética e não precisaremos mais chamá-la assim", Ilaria Fendi.

“Meu sonho é que um dia não exista mais a moda ética, porque no futuro toda moda será ética e não precisaremos mais chamá-la assim”, Ilaria Fendi.

Além da herdeira da Fendi, Oskar Metsavaht, da Osklen, também fez notáveis colocações, sempre em seu tom franco: “granola style”, “o plástico não é o vilão”, “modinha passageira”.

Oskar Metsavaht, sempre ótimas ponderações.

Oskar Metsavaht, sempre ótimas ponderações.

Por outro lado, a Vogue verde brazuca tem trechos nem tão bons (mas que eu me divirto demais lendo essas barbaridades).

Há erro de digitação que muda tudo…

– Ilaria Pasquinelli dirige o Ethical Fashion Forum, uma base de dados de moda ética – e não de moda “étNica”, como a revista coloca.

… e erro de edição da fala. Ou será que a Chiara Gadaleta realmente pensa isso?

Vogue: De todas as teorias de sustentabilidade, qual é a mais difícil de ser colocada em prática?

Chiara: O impulso consumista.

– Ora! Muito me surpreende que o impulso consumista seja uma teoria de sustentabilidade! E mais ainda me surpreende que seja difícil de ser colocada em prática!! Impulso consumista não é teoria de sustentabilidade (vão ler o Relatório Brundtland de 1987; SACHS; MANZINI; LOVELOCK, etc.). E ainda que fosse (mas não, não é mesmo), o fato de ser um “impulso” já implica em uma ideia de “ação” (a de impelir), ou seja, um impulso é fácil de colocar em prática, porque é um motivador de uma ação, é uma força, no caso, uma força a favor do consumismo. 

Erros de digitação e erros de edição ou de argumentação.

Erros de digitação e erros de edição ou de argumentação.

Moçada, atenção com o palavreado vazio e o marketing pessoal de uns e outros: nem eu que pesquiso o assunto (com seriedade, em universidades públicas de MG) desde 2007, digo que sou uma das pioneiras na moda ética. Por que, afinal, que diferença isso faz? O importante é questionar – com argumentos consistentes – o sistema da moda em relação à ética da sustentabilidade. E todo mundo pode começar a fazer isso quando quiser. 

Leia mais em:

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: