Skip to content

Dica da Kátia: nova simbologia para o couro

23 de October de 2012

LEIA ESTE POST NO NOVO MODA ÉTICA:

http://modaetica.com.br/?p=5524

A matéria está disponível no site Centro do Couro e segue na íntegra.

Lei regulamenta simbologia e identificação do couro.

Lei regulamenta simbologia e identificação do couro.

Simbologia para etiquetagem do couro será lei estadual

Com a recém publicação no último dia 11 de setembro do PL 567/12 proposto pelo Deputado Gilson de Souza, o mercado consumidor  terá   instrumentos legais  para regular a comercialização do  couro , desde a matéria prima até o produto final.

Após aprovação, esta lei vai incidir  sobre toda a cadeia produtiva paulista de vestuários, calçados e outros artigos e artefatos que utilizem couro em sua composição.  E sua abrangência alcançará  artigos  procedentes de outros Estados da federação e os importados comercializados em São Paulo também deverão conter a simbologia prevista nesta Lei.

Gilson de Souza explica que o segmento dos produtos de couro é desprovido de regulamentação técnica que possibilite a devida padronização de informações, e isso prejudica a qualidade da produção e fere um direito básico do consumidor de produtos e serviços.

Até hoje, as roupas e demais artigos de couro (bolsas e calçados) são comercializadas sem qualquer informação sobre procedência, identificação, procedimentos de curtimento e acabamento, o que impossibilita à confecção a elaboração de etiquetagem com instruções de lavagem, cujas informações podem influir na escolha do consumidor e assegurar adequada utilização e manutenção do produto adquirido.

Iniciativa Pioneira

O setor têxtil é regido pela lei Federal 5956/73 conhecida como a Lei das Etiquetas. Tendo em vista o crescente ingresso de produtos de couro na indústria de vestuário e demais artefatos, o PL 567/12 vem preencher uma lacuna até então fora do alcance da cadeia produtiva do couro em todo mundo, pois de forma inédita o Brasil através da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, publicou as normas NBR 15105 Identificação do couro quanto à origem e aos processos de curtimento, tingimento, engraxe e acabamento e a NBR 15106 – Símbolos de cuidado de para limpeza e conservação de vestuário em couro e para montagem de etiquetas. Normas estas que orientam a produção do vestuário e artigos em couro, desde a matéria prima até a etiqueta para o consumidor final.  E como uma iniciativa pioneira no mercado a partir de sua regulamentação, o Brasil poderá utilizar canais para torná-la internacional.

NBR 15105

NBR 15105

A identificação obrigatória do curtume ou acabadora, por exemplo, com informações sobre os beneficiamentos que a pele recebe, possibilitará o rastreamento para apuração de responsabilidades quando um vício ficasse evidenciado em qualquer etapa da produção. Propiciará, também, a redução de procedimentos incorretos, cujos efeitos são identificados em etapas posteriores à comercialização do couro.

Daslu adota nova simbologia de etiquetagem do couro.

Daslu adota nova simbologia de etiquetagem do couro.

One Comment leave one →
  1. Virginia permalink
    23 de October de 2012 12:08 PM

    Ahhhhh Finalmente! Depois de mais de 15 anos em tramitação temos a nosso favor uma valiosa ferramenta de informação! Para nós, consumidores, um basta à enrrolação de vendedores adestrados à mentira. Em contrapartida um reconhecimento aos fornecedores que optam por oferecer ao mercado produtos que tem haver com nossa natureza!
    Parabéns!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: